17 de abril de 2017

Carreira

O início: Caio Cesar Stevanovich é um artista proveniente de três famílias tradicionais circenses. Desde criança sempre foi fascinado pelas artes circenses, estreando como palhacinho com apenas 1 ano e meio de idade. Iniciou ao malabares com 3 anos de idade, dividindo palcos e picadeiros com seu pai, avô e tios. Dedicou-se ao entretenimento em circos, teatros, eventos, festas infantis, programas de televisão, festas noturnas e muito mais.

Formação acadêmica: Desenvolveu seus estudos na faculdade de biomedicina, e continuou sua pesquisa conquistando o bacharelado, especialização, mestrado e doutorado (PhD) pela Escola Paulista de Medicina, a Universidade Federal de São Paulo, desenvolvendo trabalhos científicos em morfologia, oncogenética, identificação humana por DNA, radiologia e neurociências.

Passando o conhecimento: Aprendeu a ensinar com seu pai, Fabiano, e juntos se dedicaram ao ensino de jovens e adolescentes, englobando técnicas de equilíbrio, alongamento, neurodesenvolvimento, coordenação motora e disciplina. Atualmente é professor de medicina na universidade e participa de palestras, simpósios, conferencias e congressos científicos pelo mundo.

Performance: Considerado um dos melhores malabaristas da atualidade com apresentações que fascinam o público devido à dificuldade e variedade de seus movimentos. Clavas, tochas, aros, bolas de futebol, chapéus, aparelhos de tecnologia de luz e muito mais fazem parte de seu número, que contagia pessoas de todas as idades. Com recordes pessoais de 11 aros, 8 clavas e 7 bolas de futebol, estilo clássico e moderno simultaneamente, presença e exploração de palco, truques dados como impossíveis e muito mais fazem parte de sua apresentação, fascinando audiências em grandes cidades como Las Vegas (Nevada, EUA), Los Angeles (Califórnia, EUA), São Paulo (São Paulo, Brasil), Montevidéu (Uruguai), Buenos Aires (Argentina), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Brasil) e outros.